Cosméticos Naturais, serão assim tão naturais?


Todos conhecemos o conceito. Cosméticos que não testam em animais nem que formulam nada com sacrifício animal, daí o lema vegan ser biológico e ecológico. E aliás, com vista na sustentabilidade do planeta e das espécies é o melhor caminho a percorrer. Nenhum produto cosmético e demais deveriam sacrificar animais num tema tão fútil como a beleza exterior.

Mas, será esta nova realidade totalmente cruelty free? Serão os cosméticos vegan e biológicos isentos de tudo o que é animal? Pois, a resposta é não. Até vou mais longe e dou um simples exemplo: de onde vem o corante cosmético vermelho carmim?


Feitas algumas pesquisas, acabo por ter contacto com relatos de alergias a determinados batons e que a origem da reação alérgica advém do excesso de cochonilha na composição química de batons, lápis e até vernizes de unhas. Para uma simples obtenção de 450g deste corante, cerca de 70.000 insetos cochonilha são cozidos a altas temperaturas e posteriormente esmagados. Ou seja, ainda que seja uma inseto que tem uma designação semelhante aos pulgões acaba por ser um animal que é explorado, criando em ambientes de laboratório somente para a obtenção deste corante.

Aliás este corante até está presente em composições alimentares.



Cochonilha - Praga de Plantas

Cochonilha - Corante Vermelho Carmim

Feitas algumas pesquisas, acabo por ter contacto com relatos de alergias a determinados batons e que a origem da reação alérgica advém do excesso de cochonilla na composição química.

Olhando agora com seriedade para a questão, serão os produtos biológicos realmente vegan? Ou apenas é uma ilusão da química avançada?


Neste âmbito já nem está em jogo o conceito que as réplicas possuem compostos químicos perigosos para a nossa pele e sim na falta de originalidade e na necessidade de produzir cosméticos com químicos que sejam mais fáceis de manipular e também mais baratos. Como por exemplo podemos obter o mesmo vermelho a partir do Vermelho D&C 33 CI 17200 (com uma concentração máxima de 3%) ou do Vermelho 28 D&C CI 45410:2. No entanto é sempre mais fácil esmagar uma pulga e voilá, temos uma cor vermelha.


Por tal, lanço um desafio: agarrem na vossa necessaire e olhem para todos os cosméticos vegan com tom rosa ou vermelho e comparem com a composição química. Certamente ficarão como eu, de boca aberta.

20 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Setembro... O Regresso

Vou começar este artigo com uma frase mais do que óbvia: 2020 foi um ano atípico. Cercados por uma pandemia que ditou a nossa rotina e o nosso futuro, a palavra resiliência foi a palavra de ordem. Fom

910661470

Avenida Drº Fernando Aroso, 935 4450-662 Leça da Palmeira

  • Facebook
  • Instagram

©2019 por Lia Cardoso Makeup. Orgulhosamente criado com Wix.com