Cosmética por Idades - O que a pele realmente necessita quando está a envelhecer?





Não posso dizer que sou apologista de rotinas baseadas na idade de uma pessoa. Muitas vezes quando estamos a aconselhar uma cliente sobre um produto ou tratamento cometemos o erro inconsciente de questionar a idade. Isto é errado!

A análise da pele não deve ser feita com base em um número e sim no estado de envelhecimento da pele, que são coisas diferentes.


Quantas vezes não assistimos a clientes com 20 ou 30 anos com um estado de pele extremamente envelhecido? Pois é, como se costuma dizer, a idade é apenas um número e não um indicador de envelhecimento cutâneo.


O que fazer, então?


Pois devemos sim analisar a pele por 4 graus de envelhecimento e dessa forma adequar o tipo de tratamento para cada cliente.


Grau I

Peles com necessidades de hidratação e proteção.


Grau II

Peles com necessidades de prevenir as pequenas linhas de expressão e trazer vitalidade ao rosto. Aumento do uso de substâncias como a Vitamina C, Ácido Hialurónico, Antioxidantes, etc.


Grau III

Peles com sinais evidentes de envelhecimento, como rugas mais vincadas e caracterizadas pela falta de firmeza. É necessário de incorporar suplementação de colagénio e ácido hialurónico hidrolisado para aumentar a sintetização de elastina.


Grau IV

Peles maduras com muitos sinais de envelhecimento onde importa aportar nutrição a pele e conforto acima de tudo. Remover rugas apenas de forma cirúrgica e através de fillers.


Como poderão ver analisar uma pele quanto ao envelhecimento é muito mais complexo do que parece e temos que trazer este conhecimento à cliente. Só assim conseguiremos com sucesso tratar de uma pele corretamente.


64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo