Ácido Azelaico: Tudo que devemos saber deste ácido?

Ácido glicólico para as manchas, ácido retinóide para a acne, ácido hialurónico para hidratação. Bem há uma listagem enorme que de facto, hoje em dia é uma das apostas na dermocosmética. O tratamento da epiderme através de ácidos prometendo resultados mais rápidos e intensos leva a que muitas pessoas recorram a eles para operar milagres na pele. Hoje vou falar-vos do meu ácido favorito: o ácido azelaico.



O ácido azelaico é uma substância natural extraída de produtos como grãos integrais e também produzida por micro-organismos presentes na pele. Qualquer produto contendo ácido azelaico na sua composição deve conter um pH adequado em torno 4,9 (pH próximo ao da pele), que é o pH ideal em que as propriedades do ácido azelaico têm efeito.


Utilização


O ácido azelaico é muito utilizado em casos de acne ligeira a moderada mas também no combate do melasma ou até mesmo psoríase e rosácea, aliás vários estudos indicam que o uso de ácido azelaico para tratar dessas patologias de pele é mais eficaz do que outras substâncias como o ácido salicílico, isotretoína, etc.



Peles Acneicas


O ácido azelaico é considerado um medicamento para o tratamento do acne leve a moderado, e pertence a uma classe de medicamentos chamada de ácidos dicarboxílicos. Ele age de forma a eliminar as bactérias causadoras de acne e também atua na diminuição da produção de queratina, que torna o ambiente propício para a proliferação bacteriana.

O ácido azelaico contendo propriedade anti-inflamatórias e antibacterianas reduz a produrção de sebo em excesso, controlando as glândulas sebáceas.


Melasma


O melasma é uma condição da pele causada pela super-produção de melanina, que resulta em hiperpigmentação na pele.

O melasma costuma ser agravado pela exposição solar exagerada e de má proteção. Estudos indicam que o uso de ácido azelaico no tratamento de melasma é mais eficaz do que o uso de hidroquinona, que é um tratamento padrão para casos de hiperpigmentação relacionados com a maior produção de melanina pela pele.

Por ser um inibidor da substância tirosinase (envolvida no metabolismo da melanina), o ácido azelaico é capaz de reduzir a síntese de melanina, ajudando em casos de melasma e hiperpigmentação pós-inflamatória. Além disso, o uso de ácido azelaico não causa efeitos colaterais significativos.



Como aplicar?


Poderá ser aplicado sob forma de cremes ou pomadas (o que mais recomendo) e através de manipulados preparados para cada tipo e estado de pele (apenas feito por dermatologistas).

A aplicação do ácido exige a aplicação de um creme de hidratação antes para não agredir demais a pele e no aumento do FPS.

Como é um ácido obedece aos princípios gerais e a sua aplicação deve ser feita com a pele devidamente seca para a sua correta absorção.






Resultados


Após 3 semanas de tratamento dá-se uma melhoria significativa na pele em torno dos 70 a 80%.





Como expliquei este é um dos meus ácidos favoritos já que com uma simples pomada e aplicando apenas nas zonas afetadas conseguimos um resultado bastante positivo sem agredir demais a pele. Claro que devemos ter atenção a possíveis reações alérgicas e apenas aplicar durante um tratamento no máximo de 4 semanas, o recurso ao ácido azelaico é uma das minhas preferências, aliás é um dos compostos que escolhi para a fórmula do meu Facial Mist da Nature Secrets.



56 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Setembro... O Regresso

Vou começar este artigo com uma frase mais do que óbvia: 2020 foi um ano atípico. Cercados por uma pandemia que ditou a nossa rotina e o nosso futuro, a palavra resiliência foi a palavra de ordem. Fom

910661470

Avenida Drº Fernando Aroso, 935 4450-662 Leça da Palmeira

  • Facebook
  • Instagram

©2019 por Lia Cardoso Makeup. Orgulhosamente criado com Wix.com